Flamengo é goleado por 4 a 0 pela Universidad de Chile no Rio e se complica - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

20 de outubro de 2011

Flamengo é goleado por 4 a 0 pela Universidad de Chile no Rio e se complica

Universidad de Chile atropelou o Flamengo e fez 4 a 0, no Engenhão, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana
O Flamengo foi surpreendido e goleado pela Universidad de Chile, por 4 a 0, nesta quarta-feira à noite, no estádio do Engenhão, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Mesmo jogando no Rio de Janeiro, o rubro-negro foi dominado pelos chilenos, que venceram com gols de Rojas, Vargas, duas vezes e Lorenzetti.

Vale lembrar que a Universidad de Chile traz más lembranças ao Flamengo desde 2010, quando a equipe chilena eliminou os cariocas nas quartas de final da Libertadores.

A partida de volta será disputada na próxima quarta-feira, em Santiago, o Flamengo precisará ganhar por cinco gols de diferença para avançar. Ou então, vencer por quatro de diferença, desde que marque pelo menos cinco gols fora de casa. Quem se classificar deste confronto vai enfrentar o Arsenal de Sarandí, da Argentina, na próxima fase.


Apesar de estar brigando pelas primeira posições do Campeonato Brasileiro, o técnico Vanderlei Luxemburgo escalou o time quase completo na Sul-Americana. Apenas o zagueiro Alex Silva e o lateral Leo Moura foram poupados. Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho, suspensos da próxima rodada do Brasileirão, atuaram normalmente.

O Flamengo voltará a jogar neste sábado contra o Santos, no Engenhão, pelo Campeonato Brasileiro. Já a La U volta as suas atenções para o Campeonato Chileno, onde faz ótima campanha invicta, com dez vitória e dois empates em 12 jogos disputados.
O Jogo - O time chileno começou a partida dando um susto na torcida rubro-negra. Antes do primeiro minuto, Castro dominou na entrada da área e bateu com violência mas Felipe espalmou para escanteio. No minuto seguinte outro bom momento da equipe chilena com a cabeçada de Marcos González que levou perigo mais uma vez.

O time chileno nem parecia o visitante e pressionava a defesa da equipe carioca enquanto o Flamengo não conseguia se encontrar em campo. Aos 13 minutos, o Universidad marcou o primeiro gol com um chute de Rojas da entrada da área que Felipe não conseguiu defender.

Aos 18 minutos, Welinton foi obrigado a derrubar Castro para impedir que ele progredisse em direção ao gol. Na cobrança,Castro obrigou Felipe a outra defesa difícil.

O Flamengo continuava com dificuldades para organizar seu jogo e acabou beneficiado por uma interpretação equivocada da arbitragem que anulou um gol legítimo marcado por Vargas aos 23 minutos.
O time dirigido por Vanderlei Luxemburgo conseguiu seu primeiro lance de perigo aos 25 minutos em chute violento de Airton que foi bem defendido pelo goleiro Herrera.

Quando parecia que o time brasileiro começaria a se acertar, o volante Airton entrou de forma violenta sobre Oswaldo Gonzalez e foi expulso de campo. Logo depois, o meia Bottinelli sentiu uma lesão e precisou de substitui;cão, entrando Renato Abreu no seu lugar.

Aos 36, o Universidad perdeu outra chance para ampliar quando Castro furou dentro da área. No lance seguinte, o mesmo Castro se aproveitou da indecisão da defesa e chutou forte para outra defesa de Felipe.

Aos 41 minutos o domínio chileno se transformou no segundo gol. Lorenzetti cruzou da direita, Castro ajeitou de cabeça e Vargas bateu de primeira para o fundo das redes. Aos 43, para espanto da pequena torcida presente ao Engenhão, o time chileno marcou o terceiro gol. O zagueiro Welinton falhou, Vargas arrancou para a área e tocou na saída do goleiro Felipe.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com o volante Maldonado no lugar do atacante Deivid para reforçar o meio campo enquando Ronaldinho que quase não foi notado no primeiro tempo, passava atuar mais adiantado ao lado de Thiago Neves. Aos quatro minutos foi a vez do time chileno perder um jogador. Castro acertou uma cotovelada em Willians e foi expulso de campo.

O time carioca voltou mais ofensivo tentando imprensar o time chileno que parecia mais preocupado em administrar a vantagem do que procurar ampliar o marcador. Aos 12 minutos, Galhardo bateu escanteio fechado e David Braz se antecipou aos zagueiros mas cabeceou para fora.

Aos 16 minutos, o zagueiro David Braz derruba Aranguiz na área. Pênalti que Rodriguez bateu para defesa de Felipe que amorteceu e depois foi buscar a bola antes que ela ultrapassasse a linha de gol.

Por volta dos 20 minutos, o técnico Vanderlei Luxemburgo decidiu arriscar e trocou o lateral Galhardo pelo atacante Jael. E aos 25 minutos, Jael conseguiu mandar a bola na trave com uma bela cabeçada, mas o time chileno seguia dominando a partida e acabou chegando ao quarto gol aos 26 minutos. Após boa troca de passes, a bola acabou nos pés de Lorenzetti que bateu cruzado para vencer Felipe.

O quarto gol fez o time carioca desistir de lutar e quase sofre o quinto gol aos 35 minutos quando Rodriguez se aproveitou da falha de Júnior César, entrou na área mas se atrapalhou ao tentar driblar o goleiro Felipe e acabou ficando sem a bola.

Ronaldinho Gaúcho só deu o ar da sua graça aos 37 minutos em cobrança de failta que Herrera espalmou para escanteio. No final a própria torcida do Flamengo gritava olé no toque de bola dos chilenos que ainda buscaram o quinto gol até o final.

FICHA TÉCNICA FLAMENGO 0 X 4 UNIVERSIDAD DE CHILE
Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 19 de outubro de 2011 (Quarta-feira)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Saul Laverni (Argentina)
Assistentes: Ariel Bustos (Argentina) e Juan Belatti (Argentina)
Cartão Amarelo: Welinton, David Braz, Renato (Fla); Diaz, Marcos Gonzáles (Univ)
Cartão Vermelho: Airton (Fla); Castro (Universidad)
Gols: UNIVERSIDAD: Rojas aos 13 e Vargas aos 41 e 43 minutos do primeiro tempo; Lorenzetti aos 26 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Felipe; Galhardo (Jael), David Braz, Welinton e Junior Cesar; Aírton, Willians, Bottinelli (Renato Abreu) e Thiago Neves; Ronaldinho Gaúcho e Deivid (Maldonado)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

UNIVERSIDAD DE CHILE: Herrera; Rodríguez, Marcos González, Osvaldo González e Rojas; Aránguiz, Díaz, Mena (Gallegos) e Lorenzetti (Rivarola); Vargas e Castro
Técnico: Jorge Sampaoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages