População de Propriá cobra do Governo reforma de estádio e ginásio de esportes - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

30 de outubro de 2011

População de Propriá cobra do Governo reforma de estádio e ginásio de esportes


 A população de Propriá, cidade localizada na região do Baixo São Francisco de Sergipe, a 100 km de Aracaju cobra do Governo do Estado a reforma de duas praças de esportes importantes existentes no município; o estádio Gov. João Alves Filho e o Ginásio de Esportes Gov. Valadares. A principal reclamação do povo é que as promessas feitas pelo governador Marcelo Déda em reformar as praças de esportes não foram cumpridas e, por conta disso, os jovens não dispõem de espaços adequados para a prática de esportes, já que os dois locais estão em ruínas.

Em 2009, o Governo do Estado anunciou reformas nos estádios de diversas cidades sergipanas, a exemplo do Batistão, em Aracaju, Maruim, Estância, Itabaiana, Lagarto, Cristinápolis e Carmópolis. Em Propriá, a promessa também foi feita, porém a obra não foi iniciada e não há previsão para os serviços. Diante da situação das praças de esportes na cidade ribeirinha, a única alternativa é utilizar as instalações precárias do Estádio Constantino Tavares, pertencente ao tradicional Esporte Clube Propriá.

Nesta praça de esportes, o que se vê são infiltrações nos vestiários e no setor administrativo do estádio. Além disso, as arquibancadas não oferecem o mínimo de segurança aos torcedores. Com também, muitas redes de proteção dos alambrados estão arrancadas. No gramado, a grama foi substituída pela areia. As duas traves, sequer possuem as redes de contenção. Com isso, os jogadores de um dos principais clubes de futebol local, o Esporte Clube Propriá, são obrigados a treinar e disputar partidas importantes sem a mínima condição estrutural.

Polêmica –A reforma das praças de esportes em Propriá veio à tona depois que foi cogitada a venda do Estádio Constantino Tavares à rede de supermercados GBarbosa. Segundo informações, o grupo já está negociando a compra para a instalação de uma loja do tipo hiper e uma espécie de mini-shopping na cidade. Ao mesmo tempo em que a notícia repercute como progresso para o município e geração de emprego e renda para parte da população, soa como ponto negativo para outro percentual, já que mais esta praça de esportes deixaria de existir, como também há risco de extinção do mais tradicional time de futebol da cidade.

Diante de toda esta polêmica, a população vem pedindo o apoio dos vereadores locais e da Prefeitura. A esperança é que os representantes dos dois poderes públicos municipais possam negociar com o Governo do Estado a reforma do Estádio Gov. João Alves Filho e do Ginásio de Esportes Gov. Valadares, e assim encontrar a melhor solução. Os representantes da população já apresentaram diversas sugestões.

“Muitas pessoas já me procuraram e apresentaram a proposta de que o Estado fizesse a reforma do Estádio João Alves e doasse ao Esporte Clube Propriá, assim como, já cogitaram que o grupo GBarbosa analisasse outra área para a instalação do supermercado e não comprasse a sede do clube. O assunto já foi colocado em pauta na Câmara de Vereadores e a certeza que nós temos é que vamos sim cobrar do Estado a reforma das duas praças de esportes, tendo em vista que esta foi uma promessa do governador Marcelo Déda. Como também, vamos procurar uma saída e resolver a situação do Esporte Clube Propriá. Tudo será minuciosamente analisado”, relatou o vereador João Fernandes de Britto (PT).

O parlamentar acrescentou ainda que o poder público municipal de Propriá vem cobrando há muito tempo do Governo esta reforma, mas até o momento só há promessas. “O estádio João Alves, por exemplo, foi inaugurado em 1986 e até hoje nunca passou por uma reforma. Alguns anos depois foi inaugurado o Ginásio de Esportes Gov. Valadares, que também nunca foi feita uma reforma. Agora, com toda esta polêmica a população está apreensiva, sem saber como vai ficar uma cidade sem uma praça de esportes. Já que o Governo reformou os outros estádios, por que não deu início aqui em Propriá, se nós temos um time que se destaca? Será que esta reforma ainda não foi feita porque o estádio leva o nome do ex-governador João Alves? Se for por este motivo, Déda pode modificar, tendo em vista que o político do Democratas ainda está vivo”, questionou Britto.

Como apoio à população municipal, o prefeito José Américo Lima (PSC), declarou que vai se unir aos parlamentares para tentar buscar junto ao Governo do Estado uma solução que atenda as necessidades da maioria. “O que queremos é o progresso do município e o melhor para a população, portanto, vamos nos unir e buscar junto ao Governo de Sergipe e à Secretaria do Esporte e do Lazer a viabilização da reforma das duas praças de esportes”, afirmou Américo.

O prefeito disse ainda que o Governo do Estado, através da SEEL, já está analisando para executar o antigo projeto de restauração das praças de esportes nos povoados. “É preciso que a Prefeitura e o Governo do Estado se unam para conseguir importantes realizações em prol da população. Tenho certeza que todos os esforços já estão sendo disponibilizados, basta agora sentarmos e decidir o melhor para o povo”, acrescentou o gestor municipal.

Fonte/Autor: Por Diego Góes – da equipe Empauta Comunicação / Publicada no Jornal da Cidade em 30.10.11

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages