Flamengo goleia o Cruzeiro e volta a sonhar com o título - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

6 de novembro de 2011

Flamengo goleia o Cruzeiro e volta a sonhar com o título



Com três gols no início do segundo tempo, o Flamengo goleou por 5 a 1 o Cruzeiro, neste domingo, no Engenhão, e voltou a sonhar com o título do Campeonatpo Brasileiro. O resultado deixa os rubro-negros com 55 pontos, próximo dos líderes na reta final da competição. Já os mineiros entraram na zona de rebaixamento com os resultados da rodada.

O Cruzeiro começou melhor o jogo e abriu o placar com Anselmo Ramon. Os mineiros tiveram a chance de ampliar com Victorino, mas o uruguaio desperdiçou um pênalti ainda na etapa inicial. Depois do lance só deu Flamengo no jogo e os rubro-negros empataram antes do intervalo com Deivid. No segundo tempo, os donos da casa decretaram a goleada com Deivid, e três gols de Thiago Neves.

Na próxima rodada, o Flamengo vai até o Paraná para encarar o Coritiba, no domingo. Já o Cruzeiro vai receber o Internacional, em Sete Lagoas, no mesmo dia.

O jogo - As duas equipes começaram a partida buscando o ataque. O Flamengo tentou pressionar, mas viu o Cruzeiro marcar bem e ser melhor nos primeiros minutos. No entanto, nenhum dos ataque conseguiu chegar com perigo ao gol adversário.

Depois de algumas tentativas, o gol acabou saindo na primeira oportunidade e foi do time mineiro. Aos 23 minutos, após cobrança de escanteio, Farías escorou e a bola sobrou para Anselmo Ramon no meio da área. O atcante finalizou sem chance para Paulo Victor.

O revés fez a torcida do Flamengo ficar nervosa e isso passou para o campo. Tanto que o Cruzeiro quase ampliou aos 26 minutos. Diego Renan tabelou com Anselmo Ramon e apareceu na área. No entanto, Farías se antecipou ao companheiro e tocou na saída de Paulo Victor. Para azar dos mineiros, a bola bateu no travessão.

O lance animou os visitantes, que tiveram a oportunidade de fazer o segundo dois minutos depois. Alex Silva derrubou Montillo na área e o árbitro marcou pênalti. Só que na cobrança, o zagueiro Victorino bateu no travessão.

O desperdício do pênalti inflamou a torcida e motivou o Flamengo, que passou a atacar mais. Não demorou muito e os rubro-negros chegara aos empate, aos 35 minutos. Deivid arriscou de longe, a bola bateu no travessão, nas costas de Fábio e entrou mansamente.

Depois da igualdade no placar, o jogo mudou e os donos da casa passaram a ter o domínio das ações. Aos 38 minutos, Thiago neves recebeu na área, mas chutou prensado com a zaga e facilitou a defesa de Fábio.

A partida seguiu com o mesmo panorama nos minutos finais e os rubro-negros quase foram para o vestiário com a vantagem quando Thiago Neves arriscou de longe e obrigou Fábio a fazer grande defesa e deixar o placar igual.Na volta para o segundo tempo, o Flamengo veio com tudo em busca da virada. Logo com dois minutos pressionou o Cruzeiro e quase marcou quando Muralha cabeceou e Fábio espalmou para escanteio. Só que na cobrança não teve jeito. Ronaldinho colocou na segunda trave e achou Deivid sozinho, que cabeceou para a rede para colocar os donos da casa a frente.

Para piorar a situação do Cruzeiro, o meia Montillo sentiu uma lesão muscular e teve que ser substituído. Os mineiros ainda tentaram buscar o empate, mas viram o Flamengo chegar ao terceiro gol aos nove minutos. Thiago Neves passe dentro da área e chutou cruzado sem chance para Fábio.

O gol foi sentido pelos mineiros, que viram o Flamengo seguir atacando. Os cariocas tinham facilidade em chegar na área do Cruzeiro e chegaram ao quarto aos 12 minutos. Muralha cruzou pela direita e Thiago neves cabeceou para a rede.

Depois da goleada consolidada, o Cruzeiro tentou novamente diminuir o prejuízo e chegou a criar algumas chances, mas de novo viu o Flamengo marcar. O goleiro Fábio saiu errado e deu a bola no pé de Thiago Neves, que colocou por cobertura para fazer seu terceiro e o quinto dos rubro-negros. Logo depois do revés, os mineiros ainda perderam um jogador quando Anselmo Ramon foi expulso ao acertar um chuite na cabeça de Fierro.

A partir dai, o Flamengo passou apenas a administrar a partida e viu a torcida esboçar os gritos de olé. O Cruzeiro, sem poder de reação, tentava apenas impedir um vexame maior no Engenhão. Nos minutos finais, os donos da casa apenas tocsram a bola esperando o apito final do árbitro para comemorar a vitória.

(Com agência Gazeta Press)

Fonte: Veja Abril
Foto: (Wagner Meier/Fotoarena)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages