Gestores de Propriá e representantes do DNIT se reúnem em Aracaju - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

18 de novembro de 2011

Gestores de Propriá e representantes do DNIT se reúnem em Aracaju


O prefeito de Propriá, José Américo Lima e alguns vereadores do município se reuniram na tarde desta quinta-feira, (17), em Aracaju, com representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) para tratar de assuntos referentes à obra de duplicação da BR-101, no trecho da cidade ribeirinha. A pauta principal da reunião foi o atraso da obra e a desapropriação de pontos comerciais existentes às margens da rodovia, tendo em vista que no projeto, a ser executado pelo órgão federal, alguns desses estabelecimentos deixariam de existir.

Durante a reunião, o superintendente do DNIT, Otávio Soares, justificou aos gestores municipais que o atraso nas obras se deu por conta de algumas alterações no projeto inicial. “Necessitamos fazer algumas alterações do projeto inicial e por conta disso, tivemos que paralisar as obras. Porém, alguns pontos ainda estão em análise e acredito que isto termine num prazo de 30 dias. Quanto às desapropriações, nossa intenção é reduzir os impactos causados pela execução dos serviços, mas adiantamos que alguns estabelecimentos comerciais realmente deixarão de existir. Não tem como, manter todos naquele local”, afirmou Soares.

Os gestores municipais discordam da versão apresentada pelo DNIT. Para resolver o impasse, sem que nenhuma das partes fique prejudicada, foi marcada para esta segunda-feira, (21), às 8h, uma visita à obra. Neste novo encontro, gestores e engenheiros do DNIT vão tentar encontrar a melhor solução. Na avaliação do prefeito, José Américo Lima, a reunião foi bastante proveitosa, já que o diálogo está aberto.

“Saímos satisfeitos desta reunião, porém, nesta segunda-feira vamos debater in loco a execução da obra de duplicação da BR-101. A nossa intenção, e acredito que seja a do DNIT também, é reduzir o impacto causado por este serviço. Não queremos prejudicar a duplicação, mas também não queremos desativar os estabelecimentos comerciais instalados às margens da rodovia. Estes pontos representam geração de empregos para boa parte da população”, afirmou Américo.

Além do prefeito José Américo Lima, do superintendente do DNIT, Otávio Soares e do chefe do serviço de Engenharia do órgão federal, Carlos Alberto Sarmento, participaram da reunião, os vereadores, José Aelson Santos (PDT), Paulo Campos (PT), Marcos Oliveira (PV), Lúcia de Vado (PDS) e Genival Moreira (PTC).

Fonte/Autor: COCS Propriá

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages