Prefeitura promove atividades alusivas ao Dia da Consciência Negra - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

27 de novembro de 2011

Prefeitura promove atividades alusivas ao Dia da Consciência Negra


A Prefeitura de Propriá, através da Secretaria de Cultura e Meio Ambiente realizou na última quinta-feira, (24), vasta programação em alusão ao dia da Consciência Negra. A população acompanhou no mirante da orla ribeirinha, palestras e apresentações artísticas e culturais com roda de capoeira, dança afro Maculelê e Canto e Dança dos Orixás. A Prefeitura está realizando durante todo este mês, atividades que destacam a cultura afro-brasileira e africana.

O secretário municipal de Cultura e Meio Ambiente, José Alberto Amorim, afirmou que a realização das atividades têm o objetivo de mostrar à população as riquezas e a importância da cultura afro-brasileira e africana. “A Prefeitura de Propriá preparou atividades importantes durante todo este mês de novembro, no movimento intitulado “Novembro Negro”. Nosso intuito é mostrar à sociedade o quanto a cultura afro-brasileira e africana são importantes. Acreditamos que através do conhecimento, as pessoas desmitifiquem alguns conceitos e preconceitos e assim possamos construir uma sociedade melhor e igualitária”, destacou o secretário.

Em meio às apresentações artísticas e culturais, o professor Glaedson Novaes, proferiu uma palestra que focou o ensino da história da cultura afro-brasileira e africana nas escolas. “A inserção do conteúdo de história afro-brasileira e africana reflete de forma positiva nas ações da sociedade, que hoje é excludente e, muitas vezes não valoriza o negro, já que ao longo do tempo vários conceitos e preconceitos foram constituídos e isso causou estigma, discriminação e violência, justamente por conta de aspectos étnico-raciais. Portanto, este é um momento de reflexão”, ressaltou o professor.

Quem também proferiu palestra foi a professora e jornalista, integrante da Academia Sergipana de Letras, Vera Vilar, oriunda do Movimento Negro sergipano e nacional. “Na nossa abordagem, focamos o preconceito que ainda existe nas escolas com as pessoas negras. Relatamos alguns fatos e destacamos a importância da cultura afro-brasileira e africana”, destacou.

A professora Mara Vilar, coordenadora do Núcleo de Diversidade e Cidadania, na DRE 06, destacou a parceria da Prefeitura de Propriá no desenvolvimento das atividades do Novembro Negro. “A Prefeitura de Propriá nos deu todo o apoio e incentivo para a realização deste evento. No desenvolvimento de cada atividade nós abordamos a importância da cultura afro-brasileira e africana e mostramos ao negro todo o seu valor. Nós negros jamais poderemos negar a nossa identidade e desvalorizar a nossa descendência”, frisou.

Fonte/Autor: COCS Propriá

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages