João teria descartado aliança com Amorim - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

7 de abril de 2012

João teria descartado aliança com Amorim





A torcida por uma aliança entre o ex-governador João Alves e o grupo dos irmãos Edvan e Eduardo Amorim, visando as eleições deste ano, pode ter a mesma frustração de 2010, quando o deputado federal André Moura (PSC) trabalhou, em vão, pela reaproximação. João tem sido consultado sobre essa possibilidade e, aos mais próximos, tem deixado claro que isso não faz parte dos seus planos. Observe-se, desde já, entretanto, que Edvan e Eduardo Amorim não estão implorando isso. Amigos de ambos tentam o acordo.

O ex-governador já teria descartado Amorim, entre outros motivos, pelo fato de entender que não precisa do apoio do ex-genro para ter sucesso em seu projeto político. Como já dito neste espaço, pesam também questões familiares e, óbvio, a sua grande aceitação popular.

Diante dos holofotes, o ex-governador desconversa sobre o seu bom momento junto ao eleitor. Cozinha em banho maria quando o assunto é sucessão municipal de Aracaju. Aliás, provocado pelo radialista Alex Carvalho, na última segunda-feira, quando visitou a deputada Goretti Reis, na Assembleia, tratou de minimizar os números da última pesquisa que lhe dá, mais uma vez, uma grande vantagem sobre o segundo colocado. E, sobretudo, frente ao pré-candidato do eterno rival PT, o deputado Rogério Carvalho.

Nos bastidores, no entanto, João estaria tão empolgado com a dianteira que dizem que já trabalha para que não haja sequer segundo turno. Poderia, então, na sua ótica, se dar ao luxo de descartar Amorim. A timidez (estratégia?) espelhada frente aos jornalistas, neste momento, seria fruto da cobrança de amigos e assessores, para que evite declarações que possam complicar sua vida junto ao Ministério Público Federal. Ou, no mínimo, servirem de combustível para que adversários o ataque.

O fato de ter caminhado com este pequeno grupo, em 2010, e, mesmo assim, ter conseguido vencer o governador Marcelo Déda nas urnas de Aracaju, o faz nutrir a sensação de que vence qualquer outro adversário, já que entre os que se apresentam, o ex-governador dá evidentes sinais de não conseguir enxergar um só que tenha a densidade eleitoral de Déda. João parece ter tudo planejado.

Como na política é praxe precisar recorrer àquela velha história das nuvens, adianto que, apesar de pensar assim neste momento, não será surpresa se João, que, hoje estar num lugar, amanhã aparecer em outro totalmente diferente e juntinho dos Amorim. Talvez um possível crescimento de algum adversário nas pesquisas o faça repensar. Assim como não deixa esquecer o democrata que vota no PT, Arnaldo Bispo, em política, nada pode ser visto como surpresa.


João Daniel
O deputado estadual João Daniel (PT) avalia que o deputado federal e pré-candidato do PT a prefeito de Aracaju, Rogério Carvalho, reúne todas as condições para unificar o grupo e defender "o projeto de continuidade daquilo que é bom e funciona bem em Aracaju".

João Daniel II
João Daniel vê em Rogério um homem de coragem com condições reais de aglutinar as forças sociais, sindicais de Aracaju. "Unificar todo o partido, ter apoio do governador para dar uma grande vitória para a classe trabalhadora e Aracaju", disse.

Belivaldo Chagas
O secretário de Estado da Educação, Belivaldo Chagas, não esconde a felicidade pela indicação do seu nome para ocupar o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. Porém, sempre que é indagado sobre o tema adverte: não fará disso o projeto "minha vaga, minha vida". Galeguinho diz que permanece aguardando o desfecho com a mesma fé em Deus e trabalhando como sempre trabalhou.

Carioca x Augusto
O empresário conhecido como Carioca chamou a atenção dos ouvintes do programa Liberdade Sem Censura, ontem pela manhã, ao chamar o deputado estadual Augusto Bezerra (DEM) para sair na porrada.

Algoz
Augusto Bezerra tem sido o principal algoz da empresa Transurh, denunciando até lavagem de dinheiro, e isso incomoda Carioca. O deputado, sentindo-se ameaçado, prometeu procurar a Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Polícia Federal
Não seria melhor jogar a Polícia Federal dentro da Transurh em vez de apelar para violência? Se o empresário Carioca é uma pessoa idônea não tem que temer uma investigação.

Jailton Santana
O vereador Jailton Santana (PSC), ao comentar a greve dos rodoviários, marcada para a próxima terça-feira, observou que a Prefeitura de Aracaju arrecada cerca de 24 milhões com as empresas de ônibus, mas não oferece sequer abrigos decentes à população.

Déda
Sobre a decisão do Ministério Público do Estado (MPE) de pegar no pé do governo por conta de propagandas na área da saúde, veiculadas na televisão, o governador Marcelo Déda (PT) avalia que o MPE tem todo o direito de agir, mas o governo irá se defender.

Mendonça
Nesta terça-feira, o senador goiano Demóstenes Torres pediu a desfiliação do Democratas, após o partido ter designado o deputado federal Mendonça Prado (DEM/SE) para relatar o processo de expulsão do senador. "Considero a situação lamentável, pois ninguém gostaria de relatar um processo tão complexo e tão desgastante quanto este. Contudo, diante dos fatos e das provas cabais, eu não teria outra alternativa senão pedir a expulsão do senador Demóstenes Torres. Espero que as outras siglas partidárias também procedam da mesma forma com as laranjas podres que se encontram nos seios das suas respectivas agremiações. É preciso separar o joio do trigo", afirmou Mendonça Prado.

Laércio Oliveira
A presidente Dilma Roussef lançou, nesta terça, dia 3, o Plano Brasil Maior. O deputado federal e vice-presidente da Confederação Nacional do Comercio, Bens, Serviços e Turismo (CNC), Laércio Oliveira (PR) participou da solenidade e de uma audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado que tratou da desoneração da folha de pagamentos.

Laércio Oliveira II
"Uma desoneração pode ser benéfica, desde que estimule a formalidade no mercado de trabalho, torne as empresas brasileiras mais competitivas e fortaleça a Previdência Social", disse o parlamentar sergipano. "Os empresários desejam e trabalham por uma reforma tributária, e não pela desoneração. A desoneração é uma fuga, já que o governo não se dispõe a fazer uma reforma que solucione de vez o problema da enorme carga tributária do país", disse Laércio.

Nota da Gente
O governador Marcelo Déda (PT) realiza, nesta quarta-feira, dia 4, a entrega solene da premiação aos sorteados pelo Programa Nota da Gente. A entrega dos prêmios é referente ao primeiro sorteio da campanha de cidadania fiscal e tributária executada pelo Estado de Sergipe, em que 1.353 pessoas foram contempladas com prêmios em dinheiro que variaram de R$ 50,00 a R$ 50.000,00, perfazendo um total de R$ 250.000,00 distribuídos.

Nota da Gente II
O Programa Nota da Gente é um programa de estímulo à cidadania fiscal e tributária, instituído pela Lei Estadual 7.000/2010 e lançado em novembro de 2011, que prevê a premiação em dinheiro através de sorteios para o consumidor que exige a nota fiscal com o CPF no ato da compra. A proposta do programa é conscientizar e estimular o cidadão a exigir a entrega do documento fiscal (o cupom ou a nota). Com a Nota da Gente, o Governo de Sergipe promove uma maior justiça fiscal, com o incentivo à concorrência leal, e o incentivo à transparência no relacionamento eletrônico com os clientes.

Venâncio Fonseca
O deputado estadual Venâncio Fonseca (PP) deu entrada em quatro requerimentos, na Assembleia Legislativa, com o objetivo de obter informações sobre os contratos firmados entre o Banese as empresas Net Service, Transurh. O parlamentar quer ainda informações sobre os contratos firmados entre o Banese e a Stefanini Consultoria. De quebra, Venâncio solicita no quarto requerimento informações do banco sobre o contrato de um ônibus do Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac).

joedsontelles@gmail.com

Fonte:Universo político.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages