André Moura confirma que PSC e aliados podem apoiar João Alves ou Almeida Lima - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

13 de maio de 2012

André Moura confirma que PSC e aliados podem apoiar João Alves ou Almeida Lima

 



O deputado federal André Moura (PSC) confirmou que o partido e o grupo de partidos políticos comandados pelo empresário Edvan Amorim (PTB) vai trabalhar para consolidar a pré-candidatura do deputado Zeca da Silva (PSC) para prefeito de Aracaju. André Moura descartou qualquer entendimento com pré-candidaturas que tenham proximidade com o governador Marcelo Déda (PT) e não negou um possível entendimento com o ex-governador João Alves Filho (DEM) ou com o deputado federal Almeida Lima (PPS).

Ao iniciar a entrevista e sendo questionado sobre seu grupo político, André Moura disse que “nós temos dado encaminhamento no sentido de termos uma candidatura própria para prefeito de Aracaju e esse nome é o do deputado Zeca da Silva. Nós tínhamos também outros nomes como do professor Anderson Góes (PSL) e do deputado federal Laércio Oliveira (PR), mas o nome de Zeca converge mais para o consenso”. Em seguida, André Moura disse que “nos próximos dias todo o nosso grupo estará se reunindo para formatar todos os encaminhamentos dessa pré-candidatura. Como sempre disse nós estamos abertos ao diálogo e, à medida que estamos sendo procurados, nós vamos conversando. Como foi bem colocado aqui na entrevista, o senador Valadares e o deputado federal Valadares Filho buscaram intensamente o nosso grupo. Estamos ouvindo a todos que têm nos procurado”.

 André Moura explicou que outras pré-candidaturas estão em vantagem nas pesquisas eleitorais porque já foram colocadas para apreciação da opinião pública há mais tempo. “Mas nós confiamos muito no potencial do nosso grupo. Temos 240 pré-candidatos a vereador, sem contar que o senador Eduardo Amorim foi o mais votado na história de Aracaju. Esse grupo não pode deixar de oferecer a população uma alternativa, mas isso também não quer dizer que não podemos fazer um entendimento. Se houve essa possibilidade, ela ficará entre o ex-governador João Alves Filho e o deputado federal Almeida Lima”.

“Em todas as pesquisas internas que tomamos conhecimento, João Alves segue bem, mas é inegável o gráfico crescente na pré-candidatura de Almeida Lima. Isso é uma realidade que não podemos negar. E ele já deu declarações públicas que quer o apoio do nosso grupo. É bem verdade que se a eleição fosse hoje João Alves venceria no 1º turno. Agora só não estaremos com candidaturas que caminhem em direção a Marcelo Déda. Ele rompeu com o nosso grupo e tentou, publicamente, inverter a situação jogando a responsabilidade para nós. Suas últimas declarações provam isso”, completou André Moura.   Da Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages