Desfecho Trágico: Menina desaparecida em Neópolis é encontrada morta - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

13 de maio de 2012

Desfecho Trágico: Menina desaparecida em Neópolis é encontrada morta

Corpo de Josivânia foi abandonado em um matagal

Corpo de Josivânia foi abandonado em um matagal

Corpo de Josivânia foi abandonado em um matagal

O desaparecimento de Josivânia Alves dos Santos, de 08 anos de idade, teve um trágico fim na manhã desta quinta-feira (10). A menina que residia com a mãe, conhecida como ‘Liquinha’ e o padrasto identificado apenas por ‘Júnior’, no Povoado Alto Santo Antonio, no município sergipano de Neópolis.
A pequena Josivânia havia desaparecido na última segunda-feira, dia 07, quando foi vista pela última vez trajando blusa azul e saia jeans nas ruas da comunidade. De acordo com familiares da vítima, ela estava descalça e apresentava sinais de tranquilidade.
Após notar a ausência da filha, a mãe da criança começou a desesperar-se e comunicar o desaparecimento da pequena Josivânia para os vizinhos e parentes que de imediato deram início a uma série de buscas que cessaram na manhã de hoje (10/05) com o trágico desfecho.
Sem notícias da criança até a manhã de hoje, a mãe de Josivânia foi tomada de surpresa pela visita de uma senhora que desde o desaparecimento dela ajudava nas buscas. A notícia não era boa. A senhora que havia se comovido com o desaparecimento de Josivânia Alves, havia encontrado o corpo da pequena menina as margens de um riacho que corta o povoado.
Familiares procuraram a polícia para informar a localização do corpo e logo vários curiosos estiveram nas proximidades do cadáver, tomados por um sentimento de revolta e comoção. O corpo de Josivânia estava vestido apenas com uma calcinha, levando a crer que a vítima pode ter sido abusada sexualmente antes de ser morte.
Suspeitos
Poucas horas depois de localizar o corpo, policiais militares lotados na 2ª Companhia de Neópolis, efetuaram a prisão do padrasto da criança e de um amigo dele, conhecido apenas pela alcunha de ‘Geninho’. Os dois foram conduzidos para a delegacia da cidade ribeirinha, onde estão sendo ouvidos pelo delegado Leógenes Correia, que preferiu não falar por enquanto sobre o caso para não atrapalhar as investigações.

por Rafael Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages