Professores da UFS entram em greve a partir desta quinta, 17 - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

15 de maio de 2012

Professores da UFS entram em greve a partir desta quinta, 17


Assembleia contou com 224 professores.

Em assembleia geral ocorrida hoje, às 14h, no auditório da Associação dos Docentes (Adufs), os professores da Universidade Federal de Sergipe decidiram, por maioria de votos, deflagrar greve por tempo indeterminado a partir desta quinta-feira, 17 de maio.

Mesmo com a transformação da PL 2203/11 em Medida Provisória, sancionada ontem, 14, pela presidente Dilma Rousseff, as Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) mantiveram a data da greve, por considerar a mudança insuficiente diante da reivindicação dos professores.

Segundo o vice-presidente da Adufs, Marcos Pedroso, a MP do governo não altera o cenário, uma vez que, segundo o professor, a medida provisória não contempla as reivindicações atuais da categoria. Ainda segundo Pedroso, o texto refere-se a pautas já debatidas e vencidas pelos membros do magistério superior.

A categoria busca reestruturação do Plano de Carreira, que engloba: carreira única com incorporação das gratificações em 13 níveis remuneratórios; variação de 5% entre níveis a partir do piso para regime de 20h correspondente ao salário mínimo do DIEESE; e, retribuição por titulação.

Na reunião entre as IFES para votação da deflagração de greve nacional, ocorrida no dia 12 de maio, em Brasília: houve 33 votos a favor, zero contra e 3 abstenções.

Eleição para reitor

Marcada para os dias 27 a 29 de maio, a eleição para reitor ocorrerá normalmente e deverá, inclusive, entrar na agenda de atividades para mobilização, a fim de que os professores compareçam à votação.

Assembleia dos técnicos

Segundo o vice-presidente do Sindicato do Trabalhadores da UFS (Sintufs), Antonio José, até o momento, a entidade não tem data marcada para a próxima assembleia. Disse também que nesta quinta, 17, alguns membros irão a Brasília participar de ato em favor da valorização do serviço público federal.

Em relação à greve, Antonio José afirmou que 30 de maio é a data limite de mobilização estipulada pela categoria. Só em junho os técnicos-administrativos do país realizam, se for o caso, assembleias referentes à greve.

Com informações da Adufs
ter, 15/05/2012 - 19:05

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages