ARACAJU: Cinco candidatos disputam a sucessão de Edvaldo Nogueira. - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

1 de julho de 2012

ARACAJU: Cinco candidatos disputam a sucessão de Edvaldo Nogueira.

Aracaju tem cinco candidatos a prefeitos, homologados neste sábado (30) em convenções de partidos: disputam: deputado Almeida Lima (PPS), João Alves Filho (DEM), Reynaldo Nunes (PV), Vera Lúcia (PSTU) e Valadares Filho (PSB). Os cinco, a partir de do próximo sábado (07-07) iniciam suas campanhas eleitorais.
Almeida Lima sai candidato a prefeito em chapa puro sangue e tem como vice o reporte esportivo da TV-Sergipe, Rivando Góis. O deputado vinha tentando uma composição com o bloco liderado pelo grupo Amorim, mas não foi possível depois de um encontro, na sexta-feira à noite, entre a cúpula do PSC e DEM, quando foi fechada uma composição.
O deputado Almeida Lima ainda tentou fechar uma coligação com o Partido Verde e houve uma longa conversa entre Marcos Aurélio, do PPS, com membros do PV, que indicaria a vice e apresentaria 36 nomes para na chapa proporcional. Não houve entendimento, porque os verdes entenderam que deveria ter candidato próprio.
Também lançando uma chapa puro sangue, o Partido Verde homologou o nome de Reynaldo Nunes a prefeito de Aracaju, tendo como vice o advogado Evaldo Campo, além de 36 nomes que disputam a Câmara Municipal.
A professora Vera Lúcia (PSTU) é a candidata a prefeita da Frente de Esquerda, formada pelo Psol, PSTU e PSC. O seu vice é o líder estudantil Vinícius Oliveira (Psol), que estuda Comunicação Social. A Frente de Esquerda pretende sugerir à população um programa de mudanças no projeto político em prática na capital sergipana há muitos anos.
Valadares – O deputado federal Valadares Filho (PSB) teve o seu nome homologado neste sábado (30), na sede do partido, com o apoio de todo o bloco que integra a aliança liderada pelo governador Marcelo Déda (PT)
Foi uma festa que contou com a presença de lideranças expressivas do bloco, como o governador em exercício, Jackson Barreto (PMDB), o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), o presidente regional do PT, Rogério Carvalho e do senador Valadares.
O tema da maioria dos discursos foi a preservação do legado deixado pelos partidos que integram a aliança e que já passaram pela Prefeitura de Aracaju. A coligação “Aracaju Segue em Frente” é formada pelo PSB, PSD, PRB, PT, PMDB, PHS, PSDC, PTdoB, PDT e PCdoB. Terá 154 candidatos a vereador através de quatro coligações.
O prefeito Edvaldo Nogueira, em seu discurso, considerou o momento da homologação de Valadares Filho como candidato a prefeito de Aracaju como “especial”. Lembrou que desde a década de 80 o bloco que apóia o deputado se envolve em um projeto de mudança, que começou com o governador em exercício Jackson Barreto.
- Esse legado não pode ser transferido para mãos de quem já teve oportunidade de continuar com esse trabalho e não o fez, disse e encerrou: “precisamos levar adiante essa grande tarefa de não deixar Aracaju voltar ao passado”.
Sobre Déda – O governador em exercício, Jackson Barreto, ressaltou o trabalho do governador Marcelo Déda (PT): “fiquei impressionado com a perseverança do governador, para promover a unidade do bloco”. E admitiu que Valadares Filho tem “uma responsabilidade muito grande de continuar o projeto político”.
- Hoje é um dia de festa – disse Jackson Barreto – mas a partir de segunda-feira (02) vamos trabalhar e organizar um trabalho nos bairros, levando à população o programa de Governo avançado e que represente o avanço social de Aracaju.
O candidato a prefeito, Valadares Filho, admitiu que o novo chegou, “mas o novo nas idéias e em um projeto de trabalho com ética e zelo pelo dinheiro público”. Convocou a todos para, a partir de 07 de julho possam invadir as ruas de Aracaju: “os aliados estarão conosco nas ruas e administrando a nossa cidade”.
Para Valadares, a “vitória é duras, mas por mais dura que seja ela virá. Aracaju não vai voltar atrás”, encerrou.  
Festa no Cotinguiba – Os salões do Cotinguiba ficaram lotados. Pessoas erguiam bandeiras e aplaudiam o candidato homologado pelo DEM, João Alves Filho, que, por fim, se revela candidato a prefeito de Aracaju, tendo como vice o ex-deputado José Carlos Machado (PSDB).
João Alves Filho fez coligação com o bloco liderado pelo empresário Edvan Amorim, composto por 11 partidos, entre eles o PSC. A aliança foi feita depois de muitas conversas, cujo martelo foi batido no início da madrugada de deste sábado (30), durante encontro entre João Alves, José Carlos Machado, Eduardo Amorim, Edvan Amorim e André Moura.
A convenção foi realizada às 17 horas e o candidato a prefeito pelo Democratas, João Alves Filho, estava ao lado da senadora Maria do Carmo Alves e de lideranças do seu partido e de legendas que integram o PSC&Cia.
João Alves declarou que jamais pensou toda a sua vida, “na minha trajetória política, disputar o poder pelo poder. Eu disputo o poder para servir ao meu povo”, disse. Acrescentou que meditou muito para anunciar sua candidatura, “porque só faço as coisas analisando, estudando e, não pretendia voltar à Prefeitura, mas senti que a nossa querida Aracaju está vivendo um momento terrível”.
- As pessoas que moram na Zona Sul não percebem muito isso. Mas, quando vão à periferia encontram um quadro lamentável, disse.
O ex-governador disse que quer bem ao povo de Aracaju e “estou convencido que nós poderemos, pela mercê de Deus, e a confiança do meu povo, transformar Aracaju em uma cidade de melhor qualidade de vida do país. Mas não de propaganda. De fato. Com índice de IDH comprovado”.
fonte: Fax Aju















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages