Cisternas do Água para Todos já alcançam quatro mil famílias do semiárido em 2013 - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

14 de março de 2013

Cisternas do Água para Todos já alcançam quatro mil famílias do semiárido em 2013


A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) instalou 3.997 cisternas até a última semana de fevereiro no âmbito do programa Água para Todos. Os beneficiados vivem na região semiárida de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe, Alagoas, Piauí e Maranhão. Desde o início da execução do programa, em 2012, a Companhia beneficiou quase 52 mil famílias da área com os reservatórios.

"Até agora a Codevasf levou cisternas do Água para Todos a 92 municípios. Em outros 26 temos assessorado Comitês Gestores Municipais no trabalho de identificação e validação de  beneficiários”, afirma Carlos Hermínio de Oliveira, coordenador do programa na Codevasf. “Os beneficiados são famílias de populações difusas que estão abaixo da linha da pobreza e que têm severas restrições de acesso a água. Os comitês localizam essas famílias e verificam se elas preenchem todos os requisitos estabelecidos pelas diretrizes do programa", explica Hermínio.

O Água para Todos é coordenado pelo Ministério da Integração Nacional (MI) e tem como principal meta universalizar o acesso a água entre a população rural do semiárido brasileiro. Um dos objetivos do programa é instalar 750 mil cisternas até 2014. Desse montante, a Codevasf deverá instalar 160 mil reservatórios, que têm capacidade para armazenar até 16 mil litros de água e abastecer famílias de cinco pessoas por até seis meses.

“A água é muito pouca por aqui. Na estiagem precisávamos da ajuda do caminhão-pipa do Exército”, afirma Maria Barbosa de Macedo Pereira, beneficiada pelo programa em 2012 e moradora da comunidade Arroz, no município de Boquira (BA). “Felizmente choveu e a cisterna já está com água”, acrescenta ela, que divide a casa com o marido e a filha. A Codevasf instalou mais de 1,4 mil reservatórios em Boquira.

Com a observância de cuidados básicos, a água armazenada na cisterna – que é captada da chuva por meio de um sistema de calhas e canos –, é própria para se beber e para o preparo de alimentos. O reservatório deve ser mantido sempre fechado e a água deve ser submetida a um tratamento doméstico com hipoclorito de sódio ou água sanitária. O hipoclorito é obtido gratuitamente com agentes comunitários de saúde.

Participação da comunidade

A indicação dos beneficiários é responsabilidade de Comitês Gestores Municipais compostos por representantes da sociedade civil, sindicatos de representação rural, associações rurais, igrejas e poder público municipal, observando-se as diretrizes estabelecidas pelo programa: os beneficiários devem ser famílias de áreas rurais, em situação de extrema pobreza ou extrema pobreza, com carência de acesso a água e renda per capita de até R$ 140,00, inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) do governo federal. Aposentados que vivam exclusivamente da renda previdenciária, mesmo possuindo renda per capita familiar superior a R$140,00, também podem ser beneficiados.

Fonte: Codevasf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages