Duplicação atrasa, e Ponte SE/AL deteriora-se - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

22 de julho de 2013

Duplicação atrasa, e Ponte SE/AL deteriora-se


Histórico

Esta ponte tem uma longa história. Sua concepção é de longa data. Concorrência para sua execução foram diversas vezes proteladas e o projeto modificado. Editais de concorrência foram anulados por inúmeras influências políticas. Finalmente o edital de concorrência 58/1969 foi para valer.

Inaugurada em 1970 pela Construtora Norberto Odebrecht, com projeto estrutural de Roberto Rossi Zuccolo Engenharia Civil.

A ponte está situada na BR-101 sobre o Rio São Francisco, a uns 60 Km da foz no Oceano Atlântico, entre os Estados de Alagoas e Sergipe. Na margem direita está Propriá no Estado de Sergipe. E na esquerda, Porto Real do Colégio, em Alagoas, está a poucos quilômetros a jusante da ponte. A construção desta obra representou um grande passo para escoamento da produção do nordeste, principalmente a do tabaco cultivado em Arapiraca. Lembra-se que a ferrovia já construída parava em Colégio e não prosseguia devido ao obstáculo criado pelo grande rio.

 A obra, com 793 m de comprimento, é construída de 21 tramos de aproximadamente 33,4 m e um grande tramo metálico, levadiço, de 91,5 m. Existia na época a intenção de tornar navegável o Rio São Francisco para navios de grande porte, pelo menos até Paulo Afonso ou mesmo além. Era, portanto, exigência básica do edital de concorrência que no projeto estivesse prevista essa possibilidade para futura instalação, o que nunca ocorreu. Entretanto, as fundações e o tramo metálico estão executados tendo em vista a possibilidade de construção de torres metálicas ou de concreto com equipamentos para levantamento do tramo de 91,5 m.



A ponte é rodoferroviária, com 11,5 m de largura total, com pista de rolamento de 8,2 m e dois passeios laterais de 1,65 m. A via férrea foi prevista no centro do estrado, com previsão para as bitolas de 1,0 m e 1,6 m. Nas laterais da via férrea estão duas pistas, uma para cada direção de tráfego, destinadas aos veículos rodoviários. Não existem grades de separação das faixas ferroviária e rodoviária, o que faz supor que  existe algum sinal de alerta para impedir a simultaneidade de veículos nessas faixas.

A ponte hoje


De acordo com o superintendente Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT-, em Sergipe, José Otávio Ferreira Soares, foi pedido em Dezembro de 2011, o empenho para a licitação de manutenção da ponte. “Eu acredito que as obras comecem no início de janeiro de 2012”, expôs.

Enquanto isso a ponte entre os estados de Sergipe e Alagoas está abandonada.  A estrutura apresenta um calçamento asfáltico danificado, rachaduras amenizadas por tapa buraco,  falta de iluminação, de faixas refletivas ao longo da ponte, além da presença de uma linha férrea, que é um perigo para veículos tornando-se ambiente perfeito para acidentes de trânsito.


O Superintendente explicou que a licitação é voltada somente à manutenção da ponte, pois ela servirá em breve somente para o trânsito local, entre Propriá e Colégio. “Uma nova ponte será construída em breve em função das obras de duplicação da BR-101, o que fará com que ela tenha duas faixas”, explicou.

Duplicação da BR 101 em Alagoas

Terminou no dia 21/06 o prazo para que o consórcio CBM/Fidens/Hap/Convap, empresas responsáveis pela duplicação da BR-101 em Alagoas, retome as obras. A data foi estabelecida após reunião do senador Fernando Collor (PTB-AL), presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado, com o ministro dos Transportes, César Borges. As informações são do deputado federal Maurício Quintella (PR) que, junto à bancada federal, cobrou agilidade para a retomada da maior obra rodoviária em execução no Estado.

Há cerca de dois anos, após auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU), a duplicação da BR-101 começou a emperrar em Alagoas por causa do preço da brita e da areia, conforme explicou o parlamentar. Desde setembro do ano passado, os trabalhos pararam. Obra esta prevista inicialmente para ser inaugurada no início de 2014. “Acredito que, agora, só em 2015”.

Duplicação da BR 101 em Sergipe

Visivelmente muito atrasado em relação as obras de Alagoas, a duplicação da BR-101 prevista para final de 2013, no entanto já que em Alagoas a obra está prevista agora para 2015, em Sergipe deve ser concluída quando?, a obra representa um investimento de cerca de R$ 1 bilhão para melhoraria da infraestrutura logística do Nordeste, sendo este proveniente do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC. 

Fonte: Texto extraído do livro: PONTES VIADUTOS E PASSARELAS NOTÁVEIS de Augusto Carlos de Vasconcelos.
Fonte: Gazetaweb
Imagens: Revista Refesa
Por: JM News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages