Governo de Sergipe vai pagar o 13º salário até 20 de dezembro e preservará todos os direitos - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

26 de novembro de 2013

Governo de Sergipe vai pagar o 13º salário até 20 de dezembro e preservará todos os direitos

O governador Jackson Barreto já garantiu e o 13º salário dos cerca de 50 mil servidores públicos estaduais será pago até o dia 20 de dezembro.

A afirmação foi feita pelo secretário de Estado do Planejamento, Zezinho Sobral, que destacou o esforço que tem sido feito para viabilizar isso e as ações já colocadas em prática para que o ?aperreio? de hoje não venha a se repetir em 2014. Os recursos virão das parcelas do Fundo de Participação do Estado (FPE) e das medidas adotadas para conter gastos. Não serão adotados cortes sobre salários de nenhum servidor, como tem sido propagado através de boatos.

Além das medidas de contenção de despesas já anunciadas, o governo pretende atrasar, se preciso for, o pagamento a empresas prestadoras de serviços, pois "Jackson Barreto já deixou claro que a prioridade é o servidor. Não dá para pagar em dia aos prestadores de serviço e deixar os servidores públicos sem acesso aos seus salários", explicou Zezinho Sobral em entrevista ao Jornal da Cidade. A economia administrativa definida pelo governo é fruto do trabalho da comissão de estudos financeiros criada em setembro por Jackson Barreto e que definiram conter gastos da ordem de R$ 80,1 milhões. O secretário explicou ainda que a administração está voltada para a captação de recursos para pagar o salário de dezembro e o 13º . "Na verdade, o governo pagou metade do 13º salário dos servidores no mês de aniversário e somente fará o pagamento integral àqueles que vão comemorar nova idade em dezembro. Isso nos permite dizer que o Governo pagará uma folha de R$ 270 milhões dos salários de dezembro e uma outra de algo em torno de R$ 120 milhões de 13º”, explicou.


Um corte duro nas despesas do governo do Estado

O próprio governador Jackson Barreto disse, durante a entrevista em que anunciou a contenção de gastos que “as medidas anunciadas hoje são duras, porém necessárias. Estamos enfrentando grandes dificuldades e precisamos adequar a máquina administrativa às condições financeiras do Estado. Não temos que colocar em foco o processo eleitoral, mas a administração pública e nossa responsabilidade perante a opinião pública. Somos gestores, administradores e temos que prestar contas do nosso trabalho à população sergipana. As medidas foram tomadas pensando na continuidade do trabalho que está sendo feito em favor do nosso povo. Temos trabalhado muito para melhorar a qualidade de vida do povo sergipano. É preciso que se tire qualquer gordura que exista na administração para finalizarmos nosso programa de Governo até dezembro de 2014. São medidas que não podemos mais protelar”.Segundo o secretário de Estado da Fazenda, Jefferson Passos, o ajuste de R$ 80,1 milhões está concentrado na diminuição de gastos de custeio. Entre as medidas anunciadas, relembrou, estão a redução de 10% dos cargos comissionados  -  o que representará uma economia anual de R$ 8.503.793 - , a proibição da venda de licença ou de férias a partir deste mês, medida que resultará numa reserva de R$ 5,400 milhões; redução de 10% do montante gasto com convênios; suspensão de novas contratações temporárias, com exceção das já vigentes na Secretaria de Estado de Educação (Seed); redução de 20% nas gratificações discricionárias vinculadas à lotação do servidor e reversão do ônus de cessões e requisições de servidores cedidos a outros órgãos ou instituições.


Mulheres fazem ato contra a violência em Aracaju

O Movimento Mulheres em Luta (MML) realiza ato público no dia 25 de novembro - Dia Latino Americano e Caribenho de Combate à Violência Contra às Mulheres – em todo Brasil. Em Aracaju, o ato público está marcado para às 9h, com concentração na Praça da Bandeira.Segundo a organização, estarão reunidas mulheres da cidade e do campo. Estão vindos 150 mulheres agricultoras de Poço Redondo, Arauá, Santo Amaro, Tomar do Geru, Itabaiana e Frei Paulo, ligadas à Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar de Sergipe (FAFER). As mulheres realizarão uma caminhada em direção ao Palácio do Governo Estadual para entregar uma pauta de revindicações. As principais exigências são:

- Construção de Delegacias Especializadas de Atendimento a Mulher, funcionando 24h, nas principais cidades de Sergipe.

- Construção de Casas Abrigo;

- Atendimento psicológico às mulheres agredidas e seus filhos.

O MML agendou audiência com o governador em exercício, Jackson Barreto para às 11h30.


Valadares encaminha as discussões das emendas

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) recebe nesta terça-feira, 26, prefeitos, dirigentes de empresas estatais de federais e estaduais e representantes do Governo de Sergipe para discutir as emendas de bancada ao Orçamento Geral da União (OGU), que serão encaminhadas à relatoria do projeto de lei no dia 28, quinta-feira, quando também acontecerá o último o último encontro para discutir o tema entre os 8 deputados federais, os três senadores, o governador de Sergipe em exercício, Jackson Barreto, o prefeito de Aracaju, João Alves Filho e outras lideranças. Há aproximadamente um mês, os prefeitos intensificaram os contatos com a bancada em busca da definição de seus municípios entre os contemplados com emendas coletivas (de bancada) e individuais, de autoria dos próprios parlamentares. Somente no final da tarde de quinta-feira a imprensa tomará conhecimento dos contemplados.


Valadares viabiliza emendas para ampliação da UFS 1

O senador Antonio Carlos Valadares (PSB) recebeu um apelo do reitor da Universidade Federal de Sergipe, na manhã da última sexta-feira (22), para a destinação de emendas para obras no campus universitário. Também esteve presente na audiência o vice-reitor, André Maurício, e pró-reitor de planejamento da UFS, Professor Rosalvo. Entre as reinvindicações, a construção de uma pista de atletismo, estimada em R$ 4,5 milhões, através de recursos do Ministério do Esporte. “Esta é a única pista de Sergipe que já foi aprovada pelo Comitê Olímpico”, informou o reitor. Segundo o reitor, a Universidade ainda aguarda a liberação dos R$ 30 milhões de emendas do ano de 2012, sendo R$ 20 milhões para o Campus de Lagarto e R$ 10 milhões para o de São Cristóvão. As emendas foram empenhadas e não liberadas.


Valadares viabiliza emendas para ampliação da UFS 2

O reitor também informou haver um projeto para extensão do Campus de Lagarto para Simão Dias, para onde pretende levar um centro de reabilitação de fisioterapia e fonoaudiologia. “O objetivo é transformar Simão Dias no referencial de atendimento em fisioterapia e fonoaudiologia, porque irá atender a toda região, inclusive no estado da Bahia”, revelou. O senador informa que apresentará os pleitos da UFS em uma reunião, prevista para a próxima terça-feira, onde serão discutidas as emendas para o ao de 2014. Na reunião, o senador pretende propor ampliação dos Campus da UFS de São Cristóvão e Itabaiana, que já têm a capacidade física máxima ocupada, além da consolidação do Campus de Lagarto. Atualmente, a UFS atende 31 mil estudantes. Há 8 anos, o contingente era de apenas 9 mil alunos.
“É necessária a ampliação do campus devido ao aumento da demanda”, reconheceu o senador.


“O PT não vive de ódio e nem alimenta isso”, diz João Daniel

O deputado estadual João Daniel, líder do PT na Assembleia Legislativa de Sergipe, afirmou não que os grupos ou tendências hoje existentes no PT serão preservados, independentemente da aliança que foi efita durante a campanha pela disputa do comando da agremiação. “Pelo que estou sabendo, isso não foi discutido e ninguém tem esse desejo. Acho que o presidente eleito, deputado federal Rogério Carvalho, deseja se preservar no seu ?Campo Majoritário?, os deputados estaduais Chiquinho Gualberto e eu, também atuamos no sentido de continuar no PT Classista e na Esquerda Popular Socialista, respectivamente. A deputada Ana Lúcia, que veio para o grupamento ao anunciar o apoio para o segundo turno, também não disse que pretende deixar a Opção de Esquerda. O que está acontecendo no PT é um novo momento com um grupo novo e isso vai ser muito bom para o Partido dos Trabalhadores.


Deputado petista aposta na preservação do bom relacionamento

João Daniel não acredita que os momentos de radicalismo da campanha venham a prejudicar o relacionamento internamente, entre os grupos, no PT. “Eu não acredito que isso venha a acontecer. Aposto numa boa convivência entre os diversos grupos do PT, inclusive com a participação de todos no diretório. Nós vencemos a disputa, mas não temos uma decisão de perseguir, afastar as pessoas do PT. Queremos fazer o PT crescer e, para isso, é necessário o trabalho de todos os petistas. As divergências internas que sempre existiram continuarão existindo e isso é bom para o debate interno, para a boa formação política democrática dos petistas. A democracia interna garantirá um PT que discute e que fala. Queremos o PT cada vez mais próximo do PT, como deseja o nosso ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Fomos eleitos para isso. A reaproximação do PT com o povo acontecerá”.


Obras inacabadas preocupam empreiteiros de Sergipe

Ao fazer sua exposição, sobre obras públicas, na reunião da União dos Legisladores e Legislativos do Brasil, sexta-feira, em Aracaju, o empresário Luciano Barreto revelou dados que chamaram a atenção os parlamentares. “O Paraná tem 184 obras públicas paralisadas. Olinda (PE) tem recorde de obras paradas, segundo o Jornal Diário de Pernambuco. No Nordeste existem 26 usinas de energia eólica que não fornecem energia porque as obras que cabiam as companhias de energias elétrica não foram feitas. O governo está pagando por uma energia que não é concebida”, comentou. Luciano Barreto disse que a Associação que preside contratou uma empresa especializada para fazer uma pesquisa importante neste sentido. “Apesar de não termos o relatório conclusivo, as primeiras informações dão conta que existem mais de 300 obras abandonadas ou inacabadas ou paralisadas em Sergipe. Esse é um assunto da maior importância e que, infelizmente, não foi inserido na pauta nacional. Obra cara é obra que não se conclui, que não tem prazo e que não tem qualidade”, disse.


Privilégios: Só se pensa em preços e comissão

O palestrante explicou ainda que hoje em dia só se pensa em preços e em comissão. “Já fizemos dois seminários sobre este tema e, um deles com a presença do presidente do Tribunal de Contas da União. Precisamos contribuir com esse debate. Como no futebol, na construção civil nós também temos as séries A, B, C, D... A série A, não tem o que reclamar. Temos grandes empresas brasileiras extremamente preparadas que levam o nome do Brasil para o mundo e recebem empréstimos vultuosos do BNDES e do Banco do Brasil”, comentou.


Prefeitura agiliza organização da festa de Revéillion em Aracaju

Com poucos recursos à disposição, a Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju) já deu início à organização da festa de revéillion. O evento será realizado na orla de Atalaia, no mesmo local dos anos anteriores. Trabalha-se e ideia de prestigiar mais os artistas sergipanos e todos os ritmos. 

Confira coluna completa no Blog Primeira Mão

24/11/2013 20:15:51
Por Eugênio Nascimento em Coluna Eugênio Nascimento
Blog Primeira Mão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages