Criminosos morrem após confronto com a polícia em Delmiro Gouveia-AL - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

12 de maio de 2017

Criminosos morrem após confronto com a polícia em Delmiro Gouveia-AL






Dois jovens morreram após trocar tiros com a polícia, na manhã desta quinta-feira, 11, no povoado Lagoas dos Patos, na zona rural do município de Delmiro Gouveia, Sertão alagoano. Eles teriam envolvimento com tráfico de drogas e homicídios na região. Na ação também foram apreendidos três menores e outras quatro pessoas foram presas.

Segundo informações policiais, os agentes estavam cumprindo mandados de apreensão, busca e prisão, expedidos pela 2ª Vara Criminal da Comarca local, quando foram recebidos a tiros pelos criminosos.

Os policiais revidaram e, na troca de tiros três suspeitos foram baleados. Um deles identificado como Walisson dos Santos Silva, conhecido como “Wallas”, 19 anos, outro apenas pelo nome de “Pessoa”, e um menor de 17 anos.  Os três foram socorridos pela polícia até um hospital da cidade, “Wallas” e “Pessoa” não resistiram aos ferimentos e faleceram. O menor recebeu atendimento médico e foi levado para a Delegacia

Nenhum policial se feriu durante o confronto.

Foram presos ainda: Flávio Dantas Santos, 19 anos, conhecido como “Negão”; Josivan da Silva, o “Neginho”; Alexandre Gomes Lisboa, o “Léo” e Maciel Ribeiro, 20 anos, conhecido como “Dandinho”.

A polícia também apreendeu dois revólveres calibres 38, uma quantidade de droga e em dinheiro, não reveladas, além três celulares.

De acordo com o delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti, titular da 1ª-DRP, Walisson Silva, um dos mortos durante a troca de tiros, era apontado como líder de uma quadrilha responsável por tráfico de drogas e acusado de pelo menos três homicídios no município. A mãe de Wallisson, Givanilda Firmino dos Santos, “Givani”, também é acusada de tráfico e tem passagem pela polícia.

Os menores apreendidos foram ouvidos e encaminhados para o juiz da Vara de Infância e Juventude. Os corpos dos suspeitos mortos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca.

A operação contou com o apoio de militares da Companhia de Operações Policiais Especiais do Sertão (COPES-CAATINGA), Rádio Patrulha e Pelotão de Operações Especiais (PELOPES).

*com Informações Correio Notícia
12/05/2017



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages