Integrantes de quadrilha atuavam como comerciantes - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

3 de maio de 2017

Integrantes de quadrilha atuavam como comerciantes






Acusados de integrar um grupo criminoso que vinha praticando assaltos no interior de Sergipe e em outros estados do Nordeste, Adevaldo de Jesus Santos, 28, Givaldo dos Santos, 35, Janysson dos Santos Lima, 22, Iago da Costa Santos, 23, e Jean Carlos Nascimento da Graça, 28, foram mortos durante uma troca de tiros com as equipes do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope). O confronto aconteceu na madrugada do sábado (29), na zona rural de Monte Alegre, quando o grupo, que estava dividido em dois veículos, voltava da cidade pernambucana de Garanhuns, onde havia assaltado uma distribuidora de bebidas.

A quadrilha, que também praticou várias ações criminosas em Sergipe, era investigada pelo Cope desde o mês de fevereiro. De acordo com o delegado André Davi, o grupo era bem organizado financeiramente e possuía um forte poderio bélico. Além disso, alguns integrantes do bando levava uma vida aparentemente normal como proprietários de lava jato e mercearias.

O delegado explicou que os acusados são suspeitos de envolvimento no assalto a uma distribuidora de bebidas na cidade de Boquim, ocorrido em fevereiro. No início de março, o bando teria voltado a agir, desta feita em Propriá, onde o alvo foi outra distribuidora de bebidas. No mês passado, a quadrilha assaltou um posto de combustíveis em Rosário do Catete.

As investigações realizadas pelo Cope, com o auxílio da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), e a troca de informações com a polícia pernambucana foram determinantes para localização dos acusados. Na sexta-feira (28), a quadrilha assaltou uma distribuidora de bebidas localizada na rodovia estadual PE-177 em Garanhuns (PE) e fugiu em direção a Sergipe após uma troca de tiros com militares pernambucanos. Na ação o bando levou malotes de dinheiro, dois revólveres e coletes balísticos.

Foi dado o alerta para polícia sergipana e quando o grupo seguia passava pela zona rural de Monte Alegre foi surpreendido pelo cerco montado pelo Cope. Os acusados que portavam pistolas, revólveres e escopeta reagiram a prisão e passaram a atirar contra os policiais. No revide, os cinco homens que estavam no Gol e no Golf foram baleados e encaminhados ao hospital de Nossa Senhora da Glória, mas não resistiram aos ferimentos e vieram a óbito.

O delegado André Davi ressaltou que as investigações continuam para se chegar a outros possíveis integrantes da quadrilha e esclarecer outros assaltos praticados pelos acusados em Sergipe e em outros estados nordestinos.

Da redação, AJN1
02/05/2017


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages