Padrasto é morto a facadas pelo enteado ao tentar apaziguar discussão - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

16 de junho de 2017

Padrasto é morto a facadas pelo enteado ao tentar apaziguar discussão





O agricultor José Edgar dos Santos, o “Didi”, 45, foi assassinado com três facadas pelo enteado José Rafael Rodrigues Souza, 32, ao tentar impedir que o acusado matasse a irmã. O crime aconteceu por volta das 17h30 desta quinta-feira (15), no povoado Campo Grande, em Nossa Senhora das Dores. Rafael foi preso pela equipe do 10º Batalhão da Polícia Militar (BPM) e autuado em flagrante. O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), para ser necropsiado e depois liberado para o sepultamento.

De acordo com familiares, Rafael e a irmã são vizinhos e no final da tarde de ontem se desentenderam por conta do barulho do som e das músicas que ela estava ouvindo em casa. Na confusão, a garota acabou agredida por ele, que ainda tentou esganá-la. José Edgar interveio na briga e conseguiu que Rafael soltasse a mulher.

Inconformado com a situação, o acusado, que estava embriagado e armado com uma faca, passou a golpear a vítima e só parou graças a intervenção de familiares, que passaram a agredi-lo com um bastão.  José Edgar foi socorrido e encaminhado à Clínica da Saúde da Família de Dores. Devido a gravidade dos ferimentos, José Edgar não resistiu e veio a óbito.

O ocorrido foi comunicado a polícia e a equipe do 10º BPM, comandada pelo coronel Ianderson, passaram a realizar buscas pela localidade e prenderam Rafael, ainda de posse da faca. Ele foi autuado em flagrante por homicídio e permanece recolhido na carceragem da delegacia de Nossa Senhora das Dores.

“Ele não matou só meu marido. Matou a mim também”, disse a mãe do acusado, Maria Auxiliadora, acrescentando que Rafael já tinha respondido a processo por tentativa de homicídio, mas foi absolvido.

Por Correio de Sergipe
16/06/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages