Operação resulta na prisão de estelionatários e apreensão de drogas, simulacro de arma e motocicletas em Propriá-SE - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 10 anos desde 08/03/11

Últimas

1 de julho de 2017

Operação resulta na prisão de estelionatários e apreensão de drogas, simulacro de arma e motocicletas em Propriá-SE




Fato ocorreu durante toda a quarta-feira, 28.


Policiais civis da Delegacia Regional de Propriá realizaram na última quarta-feira, 28, uma operação que resultou na prisão de dois estelionatários e apreensão de drogas, simulacro de arma e motocicletas com restrição de roubo.

A primeira ação ocorreu após o recebimento de denúncias anônimas informando sobre duas motocicletas com restrição de roubo que estariam em duas casas, sendo uma delas no conjunto Maria do Carmo e outra numa localidade conhecida como “Gogó da Ema”. Após diligências, os dois veículos foram encontrados e encaminhados à delegacia.
Neste sentido, a polícia solicita o apoio da população com informações que possam ajudar na identificação dos autores do crime.

 Drogas e simulacro de arma de fogo

Em outra ação, as equipes apreenderam drogas, simulacro de arma de fogo, além de capacete, balaclava e uma balança de precisão. Os objetos estavam escondidos em uma residência localizada na rua I do conjunto Maria do Carmo.

Prisão de estelionatários

Também na última quarta, policiais civis da Delegacia Regional de Propriá, com o apoio de militares do 2º Batalhão (2ºBPM), realizaram a prisão de Kleber Vieira Santos e Edmar Santos. Eles são acusados de praticar uma série de estelionatos ocorridos ao longo de seis meses em Propriá.

De acordo com o delegado Antônio Wellington, Cleber gerenciava uma financiadora e se valia da documentação de clientes para forjar contratos falsos. “A partir daí, falsificava procurações em que as vítimas autorizavam saques mediante ordem de pagamento junto a instituições bancárias. As procurações eram entregues a Edmar Santos que, de posse dos documentos falsificados, comparecia nas agências bancárias e sacava os numerários. Pelo serviço prestado, recebia uma contraprestação por parte de Cleber”, relatou o delegado.

Edmar Santos foi detido pela PM no momento em que se preparava para sacar R$ 4.000,00 em uma agência bancária mediante a apresentação de uma procuração falsa. Após a prisão de Edmar, os policiais civis foram ao encalço de Cleber, efetuando a sua prisão em flagrante em poder de um contrato falsificado. O caso foi encaminhado à Justiça Federal.

Ainda segundo o delegado Antônio Wellington, estima-se que a dupla conte com outros parceiros e tenha causado enormes prejuízos a terceiros com a captação de altas quantias. “Os saques variavam entre dois mil a quatro mil reais”, frisou. Por conta da fixação da competência da Justiça Federal, o caso foi encaminhado à Polícia Federal para que se dê prosseguimento às investigações.                        

Kleber já tinha sido preso em outra oportunidade, em flagrante delito, por tráfico de entorpecentes. Edmar não tinha passagens anteriores pela polícia.


Por SSP-SE
30/06/2017


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages