Delmirenses são acusados pela PF de participar de quadrilha novo cangaço - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

25 de outubro de 2017

Delmirenses são acusados pela PF de participar de quadrilha novo cangaço

Bando assaltava agências bancárias na região de Pernambuco, Ceará e na Paraíba. Operação foi denominada Cariri e foi realizada no final de semana.



Dois delmirenses são acusados pela Polícia Federal de integrar a quadrilha denominada ‘Novo Cangaço’, que aterrorizava cidades do interior dos estados de Pernambuco, Ceará e Paraíba. Os indivíduos foram identificados como: Henrique Rocha da Cruz e Felipe de Oliveira Araújo, ambos residiam nos Bairros Eldorado e Novo em Delmiro Gouveia, no Sertão de Alagoas. O grupo também tinha integrantes da cidade de Paulo Afonso – BA, que faz divisa com Delmiro.



Segundo a Assessoria de Comunicação da Polícia Federal, Felipe de Oliveira Araújo, já havia sido preso no dia 9 de junho deste ano em uma cidade do Estado da Paraíba. Já Henrique Rocha da Cruz, foi preso nesta sexta-feira, 20, em sua residência, na Rua Joenilson da Silva no Bairro Eldorado em Delmiro Gouveia.



Para a polícia, os criminosos atuavam na modalidade que vem sendo chamada de “Novo Cangaço”, com parte da quadrilha mantendo os reduzidos efetivos policiais das cidades-alvo sob fogo intenso e bloqueando estradas com grampos, enquanto outros membros instalavam explosivos e recolhiam o dinheiro após a abertura dos caixas eletrônicos.



A Organização criminosa tinha 18 integrantes naturais dos Estados de Pernambuco, Ceará, Bahia e Alagoas, sendo que dois dos líderes foram mortos em confrontos com a Polícia Militar de Pernambuco no início deste ano. Outros membros haviam sido presos em ações anteriores, estando oito deles já recolhidos em presídios de Pernambuco, Ceará e da Bahia.



Entre os presos, está um comerciante da cidade de Petrolina/PE que atuava no ramo de consórcios e vigilância eletrônica e é acusado de alugar armas (fuzis) para a organização, além de ter forjado o roubo de veículo de sua propriedade que seria utilizado em assaltos.

Outro é Francisco Renato Pereira Júnior, conhecido como Junior Sedrim, 38, Policial Civil da Paraíba, que também é Vereador da cidade de Jardim, no Ceará, pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), contra quem existe a acusação de ter cedido uma granja de sua propriedade para reunião da quadrilha momentos antes do assalto em Missão Velha, no Ceará, em fevereiro deste ano.

Na operação, foram presos: Josiel de Almeida, recolhido no Presídio de Paulo Afonso/BA, Denilson da Silva Antunes, recolhido na Penitenciária de Petrolina/PE; Cleiton Pereira da Silva, recolhido ao Presídio de Salgueiro/PE; José Salviano Arcoverde Neto, recolhido a Presídio de Arcoverde/PE; Edilzo Vicente da Silva, recolhido ao Presídio de Patos/PB; Alessandro P. Dos S. M. Cornélio, recolhido ao Presídio de Limoeiro/PE; Nadelson Wisard dos Santos, recolhido ao Presídio de Juazeiro do Norte/CE; Henrique Rocha da Cruz, recolhido ao Presídio de Juazeiro do Norte/CE; Gedenildo Romão da Silva, recolhido ao Presídio de Juazeiro do Norte/CE; e Francisco Renato Pereira Júnior, também recolhido ao Presídio de Juazeiro do Norte/CE.



Todos os envolvidos vão responder por crimes de assalto e organização criminosa. As diligências deverão prosseguir no sentido de prender cinco integrantes que ainda não foram localizados. Durante as investigações, a Polícia Federal contou com apoio do BEPI/PMPE e inteligência das Polícias Militar da Alagoas e Bahia, para identificar e qualificar os integrantes do bando armado, que aterrorizou várias cidades de Pernambuco e do Ceará durante seus assaltos, pelo menos nove.


Por Radar 89
23/10/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages