Justiça acata denúncia contra suspeitos de tentar fraudar concurso da Polícia Militar de Sergipe - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

19 de julho de 2018

Justiça acata denúncia contra suspeitos de tentar fraudar concurso da Polícia Militar de Sergipe



A juíza Jumara Porto Pinheiro, da 9ª Vara Criminal de Aracaju, acatou a denúncia do Ministério Público Estadual de Sergipe (MPE/SE) contra os dois suspeitos de tentar fraudar o concurso da Polícia Militar de Sergipe.

Eles são denunciados pelo MPE por utilizar conteúdo sigiloso de concurso público em benefício próprio e de associação para cometimento de crime.

A magistrada também autorizou que seja realizada uma perícia nos aparelhos telefônicos dos suspeitos. No entendimento do MPE, a análise do conteúdo dos aparelhos pode ajudar na identificação de integrantes da associação criminosa que atuava na tentativa de fraudar o concurso.
O advogado de defesa dos suspeitos disse que está ciente da aceitação da denúncia e que vai apresentar a defesa deles, porém preferiu não entrar no mérito dos argumentos que vão ser utilizados.

A delegada Rosana Freitas, que investiga o caso, disse ao G1 que a perícia dos aparelhos vai ser realizada pelo Instituto de Criminalística.

Entenda o caso


Ao realizar um exame de raio-x foi constatado que um aparelho celular estava dentro do gesso (Foto: PM/Divulgação)
Ao realizar um exame de raio-x foi constatado
 que um aparelho celular estava dentro do gesso
 (Foto: PM/Divulgação)


Um dos homens estava com o braço imobilizado com gesso, questionado sobre a fratura, ele teria dito que sofreu um acidente de moto. Porém, após ser conduzido a um hospital para fazer um exame de raio-x foi constatado que um aparelho celular estava dentro do gesso. O outro estava com um aparelho celular colado com fita embaixo da mesa da prova.

Os suspeitos são do município de Carnaíba, em Pernambuco. E, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), até esta quinta-feira (19), eles continuavam presos. Agora a polícia investiga se a dupla tentou fraudar outras provas de concursos.

O Governo de Sergipe descartou o cancelamento do concurso da PM após a prisão. Em nota, o governo disse que um trabalho em conjunto da organizadora com a PM inibiu a tentativa de fraude no processo.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages