Quadrilha suspeita de aplicar golpes no comércio de carros é investigada pela Polícia Civil - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

16 de julho de 2018

Quadrilha suspeita de aplicar golpes no comércio de carros é investigada pela Polícia Civil

Na última semana cinco pessoas foram vítimas do golpe com prejuízo estimado em mais de R$ 100 mil, sendo que apenas uma das vítimas perdeu R$ 55 mil.




Uma quadrilha suspeita de aplicar golpes no comércio de carros está sendo investigada pela Polícia Civil de Sergipe, através da Delegacia de Defraudações e Crimes Cibernéticos (DRCC). Parte da investigação foi detalhada na manhã desta segunda-feira (16), em coletiva de imprensa.

A delegada Rosana Freitas disse que os suspeitos mantêm contato com uma pessoa que esteja anunciando um veículo pedindo dados do automóvel, fotos e demonstram interesse na compra e depois anunciam o mesmo automóvel por um preço mais baixo.

“Eles dizem que vão comprar para repassar para pessoas que supostamente eles teriam uma dívida e pagariam com esse veículo. Ao mesmo tempo, eles pegam aquelas fotos e anunciam o veículo por um valor muito mais baixo no mesmo site. Quando alguém se interessa e entra em contato, eles alegam que estão vendendo e que tem uma pessoa da família deles que vai mostrar o veículo para o interessado. Há um jogo com as duas pessoas. Uma acha que está vendendo e a outra acredita que está comprando", contou.

Rosana Freitas disse ainda que o membro da quadrilha marca com essas duas pessoas e pede para que elas não falem nada, que mintam a respeito da situação, porque se falarem a verdade o preço do veículo aumentará.

"Como a pessoa vê o veículo, acaba depositando o dinheiro na conta que ele indica, que é de fora do estado. Enquanto isso, a pessoa que supostamente estaria vendendo não recebe a quantia e, por consequência, não entrega o carro. Logo, quem depositou, acaba ficando no prejuízo. Em alguns casos, o dono do carro, antes de receber a quantia, acaba entregando e aí é ele quem fica no prejuízo", complementou.

A delegada alertou para que todas as pessoas que tiverem informações sobre a fraude entrem em contato diretamente com a delegacia ou pelo número 181 (Disque-Denúncia), com a garantia de sigilo.



Fonte: G1 Sergipe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages