Em Cedro, construção da praça de eventos já dura quatro anos - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

29 de janeiro de 2019

Em Cedro, construção da praça de eventos já dura quatro anos

Uma conta que não bate, uma obra que arrola há anos e uma população ansiosa por um único espaço de lazer.

Em Cedro, construção da praça de eventos já dura quatro anos
Foto: Raphael Faria
Uma conta que não bate, uma obra que arrola há anos e uma população ansiosa por um único espaço de lazer. Este é o cenário da construção da praça de eventos de Cedro de São João, município situado na região do Baixo São Francisco. O que era para ser motivo de alegria para população de pouco mais de 5.500 habitantes, tem se transformado em desconfiança e questionamentos por parte da comunidade.

“Essa obra não acaba nunca. Ela começa e para. Começa e para. Já se vão mais de quatro anos nessa enrolação e ninguém explica quando essa praça vai ser entregue”, desabafa a estudante e moradora do município, Katarina Rocha. Segundo levantamento realizado pelo Tribunal de Contas de Sergipe (TCE), no final do ano passado, existem hoje, em todo o Estado, cerca de 300 obras paralisadas, que geram um prejuízo ao erário de mais de R$440 milhões.

A praça de eventos de Cedro é um investimento importante para o lazer e entretenimento da comunidade local, que não conta com nenhum espaço público voltado a esta finalidade, além de ser necessária para o turismo do município, famoso pela produção de carne do sol, artesanatos bordados e eventos juninos.

Iniciada ainda em 2015, na gestão anterior, a construção da praça já passou pelo contrato de duas empresas. Após um longo período parada, em 2018 a obra foi contemplada com recursos do Ministério do Turismo e da Caixa Econômica Federal, passando a ficar orçada em R$ 413.512,52, dos quais R$ 222.857,14 previstos para serem repassados pelo Ministério do Turismo. A previsão do novo convênio era que a obra fosse entregue à população no início deste mês de janeiro.

Entretanto, diante do cenário encontrado na última quarta-feira (23), quando a equipe do JORNAL DA CIDADE MUNICÍPIOS esteve em Cedro para conferir de perto a situação da praça de eventos, o que se viu foi uma obra paralisada, sem um único trabalhador da construtora, com sinais de abandono por todas as partes: cimento se desfazendo, calçamentos que deverão ser refeitos, materiais abandonados, esgotamento sanitário correndo a céu aberto.

Outra constatação feita pela equipe do JC MUNICÍPIOS diz respeito ao total desconhecimento da situação por parte da gestão municipal. Questionada sobre quanto já foi investido na obra e qual o percentual de obra concluída, a Secretaria de Obras não soube informar e, até o fechamento desta edição, não emitiu nenhuma resposta. Perguntada sobre o novo prazo para entrega do empreendimento, a Prefeitura também não soube informar.

De acordo com o fiscal de obras do município, Márcio Melo Santos, ainda falta construir todo o piso da praça, colocar bancos de alvenaria, fazer as instalações elétricas e o acabamento dos boxes e banheiros. “Para isso, será necessário que a empresa que deverá concluir o serviço faça a medição da área já construída”, informa.

Matéria por: Jornal da Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages