Rede hospitalar de Sergipe possui 59 leitos de UTIs e 134 clínicos para enfrentamento imediato da Covid-19 - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

20 de abril de 2020

Rede hospitalar de Sergipe possui 59 leitos de UTIs e 134 clínicos para enfrentamento imediato da Covid-19

Números foram divulgados através de nota pública dos ministérios públicos Estadual, Federal e do Trabalho.


Os ministérios públicos Federal, do Trabalho e do Estado de Sergipe emitiram nota pública, neste sábado (18, para divulgar os dados oficiais sobre o número de leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) e clínicos de retaguarda, disponíveis em toda a rede hospitalar pública, filantrópica ou privada do estado, destinados para o atendimento exclusivo de pacientes diagnosticados com a Covid-19.

Segundo dados oficiais, na rede hospitalar pública há, atualmente, 27 leitos de UTIs adultos e pediátricos, sendo: 11 no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), 10 no Hospital Universitário de Lagarto, 1 no Hospital Regional de Itabaiana e 5 no Hospital de Cirurgia.

Quanto aos leitos clínicos (observação, estabilização e enfermaria), existem atualmente um total de 134, com previsão de criação de mais 212, totalizando 346 leitos clínicos. Porém, desse quantitativo, apenas 45 leitos já estão disponíveis para regulação estadual, ou seja, prontos para o atendimento imediato do paciente.

O município de Aracaju, informou que conta, atualmente, com 27 leitos clínicos de retaguarda. A previsão é que o número será ampliado em mais 152 leitos clínicos através da construção de um hospital de campanha. Já a rede hospitalar privada oferta atualmente 32 de UTI, sendo: 3 no Hospital Renascença, 9 no Hospital Unimed, 10 no Hospital Primavera e 10 no Hospital São Lucas.

Quanto aos leitos clínicos são atualmente 61: 6 no Hospital Renascença, 21 no Hospital Primavera, 10 no Hospital São Lucas e 24 no Hospital Unimed.

Sendo assim, o quantitativo total de leitos de UTIs e clínicos de retaguarda atualmente disponíveis para utilização imediata e exclusiva para pacientes com Covid-19, em toda a rede hospitalar pública e privada de Sergipe, é de 59 leitos de UTIs e 134 leitos clínicos de retaguarda (observação, estabilização e enfermaria).

A nota pública também destaca que ainda não foi definida uma data precisa para a conclusão desse processo de expansão da rede, por conta da falta de recursos humanos, equipamentos de proteção individual (EPIs), respiradores, ventiladores mecânicos, e demais insumos médicos, circunstância que reforça a necessidade de manutenção do isolamento social. E alerta que mais de 80% da população sergipana não possui plano de saúde e que demanda a ser gerada pela epidemia poderá sobrecarregar intensamente o SUS em Sergipe.

G1 Sergipe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages