Retomada da economia está sendo feita com cautela, diz Belivaldo Chagas - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

1 de julho de 2020

Retomada da economia está sendo feita com cautela, diz Belivaldo Chagas

Segundo o governador, caso haja maior crescimento de casos em Sergipe após as medidas adotadas, estabelecimentos poderão ser fechados novamente.


O governador Belivaldo Chagas em entrevista ao radialista e deputado estadual Gilmar Carvalho, na rádio Jornal FM, nesta quarta-feira (1º), reafirmou que todo o planejamento para retomada econômica e flexibilização de reabertura do comércio foi decidido tendo por base o monitoramento dos dados da pandemia em Sergipe e que, caso esses números apresentem maior crescimento após as medidas adotadas a partir desta semana, os estabelecimentos autorizados a abrir poderão ser fechados novamente.

“Abrimos a bandeira laranja, efetivamente, na segunda-feira e do dia 29 ao dia 13 estaremos acompanhando esta movimentação. Decidimos, ontem, que ordinariamente a gente só vai ter reunião nos dias 13 e 14 para a tomada de outras decisões – embora, tecnicamente, eu tenha este acompanhamento diariamente por técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Mas se necessário for, faremos reuniões extraordinárias dos Comitês para determinar o fechamento do que está aberto se, por ventura, a gente tiver agravamento dos casos. Eu estou tentando acertar, ouvindo quem entende, mas, repito, é uma doença ainda pouco conhecida, que todo dia tem uma novidade. Mas, reafirmo que, se os números se agravarem, determino o fechamento do que está sendo aberto, de imediato. Farei o que os outros governadores estão fazendo agora, sem nenhum problema”, destacou o governador.

De acordo com Belivaldo, em Sergipe a reabertura do comércio está sendo feita com cautela mesmo diante das dificuldades financeiras enfrentadas pelo Estado com relação à queda da arrecadação e pelos cidadãos sergipanos que dependem do comércio, assim como da pressão de representantes de setores da economia que há muito pediam para que Sergipe seguisse o exemplo de estados como Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

“Muitos me criticaram, disseram que eu estava errado e queriam me obrigar a seguir os protocolos de outras cidades e estados. Agora esses estados estão fechando o que abriu, é fato. Aqui fomos fazendo as coisas aos poucos, tentando, como sempre, acertar, então quem achou que estava certo, está vendo agora que estava errado. A gente está flexibilizando, fazendo a retomada da economia, porque a gente entende que há a necessidade, há muitas pessoas que dependem disso, mas com muito cuidado porque quando a nossa preocupação maior é com a preservação da vida dos sergipanos e de quem escolheu Sergipe para viver, pois quando a gente fala em dados não são só números, estamos falando de vidas, por isso nossa cautela, cuidado e preocupação. Temos que ter muita fé e muita paciência para que a gente consiga atravessar este difícil momento”, enfatizou.

ASN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages