A Nova Política: Os jovens vem se destacando nas eleições de Propriá - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

7 de outubro de 2020

A Nova Política: Os jovens vem se destacando nas eleições de Propriá

 


Desde junho o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou uma campanha digital para incentivar a participação de jovens na política e nas eleições municipais, no intuito de fortalecer a democracia e aumentar o debate sobre os problemas nacionais. A campanha foi intitulada "Eu na Prefeitura, Eu na Câmara". 


Desde então, parece que tal campanha surtiu efeito, é notável como a participação da juventude se tornou mais atuante na política nacional com o uso massivo da internet, seja pelas redes sociais ou por aplicativos de mensagens instantâneas.


Embora pareça que não, uma parcela considerável da juventude busca se engajar politicamente, mesmo que não seja de uma maneira “institucionalizada”, sob a forma de filiação a alguma entidade. Com a facilidade de acesso à informação pela internet hoje em dia, não existente nas gerações anteriores, os jovens têm procurado conhecer o contexto político e se posicionar diante do cenário vigente, mesmo que nem sempre de forma pública.


Entretanto, o que vemos hoje no atual cenário das eleições deste ano, é uma grande parcela de jovens que se mobilizaram pela vontade de fazer uma nova politica, com o slogan "Juventude na Politica", os jovens vem se destacando e estão elevando a forma de se fazer politica, de tal forma que veteranos políticos usem desta fonte para não se estagnar e ficarem de fora das novas tendências impostas, somando-se a jovens em sua chapa. 


O Marketing Digital, Cards, Videos e Lives com Debates estão roubando a cena nas eleições deste ano, com representantes não só para cargos legislativos, mas também para cargos do próprio executivo. Jovens como Raphael Lückmann (PDT), vem se destacando com sua mídia, propostas e ideias inovadoras, e tantos outros jovens, Anderson Martins (PDT), João Paulo do Matadouro (DEM) com seu trabalho social, João Paulo Brandão (PSD) com projetos voltados a diversas classes, entre outros e jovens candidatos a Prefeito Antony Britto (Republicanos) e a Vice Prefeito como o Prof. Rafael Sandes (PDT),  Luanda da Ponte (DEM).


Percebe-se o mérito dos jovens é que eles não se prendem a tradições e a modismos. Por estarem em uma fase de amadurecimento e de acúmulo de experiências, os mais novos não têm medo de se lançar a novidades. Nesse caso, enquanto alguém mais velho pode focar apenas as barreiras, o jovem tem mais facilidade para pensar “fora da caixa”, por não se prender a preconceitos e a definições do passado.


A “flor da idade” da juventude, por si só, é capaz de dar o ânimo necessário para que ela não se esmoreça diante dos desafios enfrentados. Em muitas manifestações políticas, os jovens não só são os primeiros a chegar como os últimos a sair. O exercício da capacidade de negociação de conflitos com os mais novos muitas vezes deve ser levado ao limite, devido à persistência com que os jovens defendem os próprios pontos de vista.


Apesar de os jovens serem tidos como imaturos, à medida que o tempo passa, eles se tornam a geração com mais acesso à educação na história brasileira. Dessa maneira, o engajamento político dessa classe só tende a aumentar. Com o ingresso no ensino superior, o jovem passa a comparar ideias, a ter uma maior bagagem de conhecimento, a saber discutir políticas públicas e, em última análise, a desenvolver um pensamento crítico aguçado.


Assim, o jovem consegue organizar argumentos, contrapor pontos de vista e defender os próprios pensamentos. De modo geral, a faculdade capacita o indivíduo a raciocinar e a transformar a realidade na prática. Diante da postura de independência de muitos jovens, e não de indiferença como muitos pensam, ganham destaque na política os movimentos da juventude organizada, com diversas vertentes de pensamento. 


Com informações do site UNIBH*

Por: JM News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages