SES em parceria com GTA realizam distribuição de novas doses da vacina contra a Covid-19 - Manchete do São Francisco

Manchete do São Francisco

JM News: 9 anos desde 08/03/11

Últimas

1 de fevereiro de 2021

SES em parceria com GTA realizam distribuição de novas doses da vacina contra a Covid-19

Os municípios que compõem o alto sertão sergipano receberam na manhã desta segunda-feira, 1º, os lotes com as vacinas contra a covid-19. As doses chegaram às regionais de Nossa Senhora da Glória por via aérea, com o apoio do Grupamento Tático Aéreo (GTA). 

     

Além dos imunizantes, também foram enviados para os profissionais de saúde que realizarão a aplicação das doses, equipamento de Proteção Individual (EPI), incluindo máscaras e face shields. Para a entrega das vacinas da Coronavac e da Oxford/Astrazeneca a Secretaria de Estado da Saúde (SES) repetiu a logística de entrega empregada na distribuição das primeiras doses da Coronavac.


       

A enfermeira do programa Estadual de imunização, Ana Beatriz Lira, ressalta a importância do apoio de outros órgãos para garantir a distribuição dos imunizantes. “Não temos como mensurar a importância. Está sendo muito importante esse apoio que estamos tendo para logística e agilidade na entrega da vacina, em questão da temperatura, e até mesmo para evitar o deslocamento dos municípios mais distantes, devido à dificuldade. Sendo assim, é por meio desse apoio que conseguimos entregar a vacina muito mais rápido, com maior qualidade, com a segurança da chegada da segunda dose no tempo adequado para preparação da logística, por meio dos municípios, e aplicação”, destaca Ana Beatriz Lira. 



O tenente-coronel do GTA, Fernando Gois, destaca a importância de órgãos distintos unirem forças nesse momento. “É uma parceria vital que possui um único objetivo: fazer chegar a vacina nos pontos mais distantes, com menor tempo possível. Eu acredito que essa parceria está salvando um número incalculável de vidas, porque através dessa parceria estamos quebrando o ciclo do Coronavírus, fazendo com que ele deixe de contaminar várias pessoas e essas várias pessoas vão deixar de contaminar uma quantidade enorme de outras. Estamos quebrando o ciclo do Coronavírus, e é assim que conseguimos reduzir os índices e trazer a população para uma situação de equilíbrio e de maior tranquilidade”, enfatiza o tenente coronel.



A agilidade com a distribuição dos imunizantes foi elogiada pelos profissionais do Regional de Itabaiana. “Nós do município de Itabaiana, recebemos a vacina com muita alegria, pois podemos vacinar nossos profissionais que atuam na linha de frente do combate a Covid-19 e também nossos idosos que são os mais vulneráveis. Gostaria também de parabenizar a Secretaria de Estado da Saúde pela logística de distribuição da vacina, trazendo-a ao município devidamente bem condicionada”, ressalta a coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica, Laís Menezes. 


Além da agilidade, a logística preparada pela Secretaria de Estado da Saúde também é reconhecida pela tranquilidade, responsabilidade e organização na entrega. A Região de Saúde de Estância, ressalta que durante todo o processo de entrega estão sendo seguidos os protocolos de segurança. “O Regional de Estância recebe hoje a segunda dose da vacina Coronavac e a primeira dose da Oxford para dar continuidade à vacinação. A logística de entrega aqui no município está sendo tranquila, seguindo todos os protocolos de segurança para o recebimento e distribuição aos demais municípios. A adesão da vacina nos profissionais de saúde está realmente superando expectativas, não recebemos relatos negativos, e aqueles que ainda não foram vacinados, esperam ansiosamente por esse momento”, afirma a coordenadora de Imunização do município, Marielle Rodrigues.


A secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, reforça que as pessoas precisam ser imunizadas com as duas doses da mesma vacina. “Nessa semana, temos a perspectiva de finalizar a primeira dose de todos os municípios, para dar continuidade com a vacina da Oxford/Astrazeneca. Ressalto que quem se vacinou na primeira dose com a Coronavac não pode se vacinar na segunda com a Oxford, sendo assim, as duas doses devem pertencer ao mesmo imunizante”, disse a secretária.

Fotos: Flávia Pacheco
Saúde Sergipe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages